Arquivo

Posts Tagged ‘F10’

Massa: “Problema nos motores não é sério”

Piloto da Ferrari explica o que houve no Bahrein e diz o que muda na Austrália

Apesar de ter conquistado a segunda colocação no GP do Bahrein, etapa que abriu a temporada 2010 da F-1, o piloto Felipe Massa sofreu com problemas no motor de sua F10, o que o obrigou a poupar combustível nas voltas finais.

Nesta quinta-feira, em Melbourne, onde os pilotos se preparam para o GP da Austrália, o brasileiro explicou o que houve no motor e disse que o problema ainda não foi totalmente resolvido, mas não chega a incomodar por ora.

Realmente eu tive um problema durante a corrida inteira. A temperatura no meu carro estava muito alta e isso fez com que desde o começo eu usasse uma carburação que precisava de muito mais gasolina, porque isso fazia a temperatura baixar. Era certeza que eu ia tirar o pé nas últimas 25 voltas. A hora de tirar o pé foi depois da primeira parada, senão eu não iria chegar ao final da corrida, explicou.

Problema de consumo a gente não tem. Melhoramos muito do ano passado para esse ano, completou Massa, dizendo que não procedem as informações da imprensa italiana de que a Ferrari já trabalharia uma versão “B” da F10. É lógico que tivemos um problema. Não foi uma quebra. A gente tem oito motores para usar o campeonato inteiro. Isso quer dizer treinos de sexta e sábado. Aqui, vamos usar o mesmo motor, então isso não é um problema sério e realmente acho que fizemos bem trocar o motor no Bahrein.

Massa comentou o desempenho dos carros da Ferrari no Bahrein e disse que com certeza o resultado foi melhor do que o esperado. Entretanto, ele reconheceu que a Red Bull estava mais forte na disputa.

Não fomos os mais rápidos na classificação. Se o [Sebastian] Vettel não tivesse um problema, ele venceria, com certeza, porque o ritmo dele era muito bom. Esse é mais um motivo que temos para trabalhar e ter o melhor carro dentro da pista. Na primeira corrida acho que a Red Bull esteve melhor. A cada corrida tem equipe que traz uma peça nova no carro, muda o jeito de usar pneus, etc., mas acho que a gente tirou mais do que podíamos na corrida.

Sobre Michael Schumacher, seu amigo e que neste ano retornou à F-1 após três anos aposentado, Massa diz que ainda é um pouco cedo para dizer se ele tem ou não a mesma capacidade de antes e que não se pode dizer que ele foi superado por Nico Rosberg logo de cara.

Foi a primeira corrida do ano, em uma pista onde ninguém andou na pré-temporada. O Rosberg é um excelente piloto, pode ser mais rápido que o Michael ou que qualquer um. É muito difícil um piloto como ele perder o talento, mas ele ficou três anos fora. As coisas podem melhorar durante as corridas.

[Fonte: tazio.uol.com.br] - Autor: Da Redação  - Foto: Google
Anúncios

“Não podemos agir com a emoção”, diz Domenicali

Chefe da equipe Ferrari explica os planos da escuderia para o GP da Austrália

Stefano Domenicali, chefe da equipe Ferrari de F-1, ganhou uma motivação a mais na Austrália, onde acontece a segunda etapa da temporada. O italiano viu sua dupla de pilotos, Felipe Massa e Fernando Alonso, conquistarem uma dobradinha no Bahrein, o que colocou o time de Maranello no topo.

Entretanto, para o dirigente não basta apenas seguir essa fase. É preciso que a equipe mantenha os pés no chão para buscar resultados ainda melhores, além de conseguirem superar os problemas no motor que atrapalharam o desempenho da F10.

Ficaria muito feliz se nossa escuderia pudesse terminar em primeiro e segundo em todas as corridas. Entretanto, ainda é muito cedo para tirarmos conclusões e não podemos agir de uma maneira emocional, afirmou.

Precisamos esperar e vê como as corridas evoluem durante a temporada e, então, estudá-las calmamente, baseados em evidências.

A escuderia, que já está em Melbourne, para o GP da Austrália, destacou em seu site oficial uma certa limitação que encontrou no paddock, já que estava acostumada a trabalhar com mais especo antes da chegada das novas equipes.

O espaço para trabalho está ainda mais limitado neste ano, com a chegada de dois novos times. Entretanto, há uma área comum às equipes, substituindo o que falta em facilidade, com o charme e atmosfera que um único paddock no calendário pode oferecer, com grama do lado de fora dos escritórios e áreas de hospitalidade.

No momento, os engenheiros da Ferrari trabalham para melhorar a performance do carro e resolver possíveis problemas no motor, incluindo análise de dados e medidas contra o superaquecimento, apresentado no Bahrein.

[Fonte: tazio.uol.com.br] - Autor: Da Redação  - Foto: Google

Vocês não viram nada ainda, crê a Ferrari

No último domingo, no Bahrein, a escuderia italiana Ferrari começou a temporada 2010 de Fórmula 1 com uma dobradinha. O espanhol Fernando Alonso, estreando na equipe, venceu o GP e Felipe Massa, retornando de acidente, foi o 2º colocado.

Mas Stefano Domenicali, o chefão da Ferrari, entende que esse foi apenas o começo e o time de Maranello pode se apresentar ainda melhor durante esse campeonato.

Tivemos uma série de problemas e conseguimos um bom desempenho, explica o diretor-esportivo. Mesmo assim fizemos um bom trabalho. Mas podemos fazer melhor. Foi um final de semana nota 8 e não 10, seguiu.

Claro que foi um grande resultado completar a corrida em 1º e 2º. Mas é uma longa temporada e temos uma longa lista de problemas para resolver antes do GP da Austrália. E não queremos que ele se repitam, encerrou Domenicali.

A etapa australiana, segunda do Mundial, acontece no domingo – dia 28/3 – a partir das 03h00 (Brasília).

[Fonte: amigosdavelocidade.uol.com.br] - Autor: Da Redação - Foto: Google

 

Felipe Massa lembra de pressão antes do GP do Bahrein e comemora segundo lugar

Brasileiro afirma que não sofreu de problemas físicos na sua volta à F-1

Segundo colocado, Massa comemora dobradinha com Alonso no Bahrein Meses após o acidente que o tirou de boa parte da última temporada de Fórmula 1, Felipe Massa vibrou com sua estreia no Mundial deste ano, que aconteceu no domingo passado, no GP do Bahrein. Em nota publicada no blog da Ferrari, nesta quinta-feira, o piloto brasileiro lembra que um erro poderia ter botado em dúvida a sua recuperação.

Se eu tivesse cometido um erro, algumas pessoas diriam imediatamente algo como veja, ele não é mais o mesmo – afirmou Massa.

O piloto ficou quase nove meses longe das pistas após ser atingido por uma mola que se soltou do carro de Rubens Barrichello no GP da Hungria do ano passado. Mesmo depois de tanto tempo, Massa acredita que não sentiu problemas físicos.

Nunca tive dúvidas sobre minha condição física, porque fiz tudo exatamente como era antes do acidente, além dos compromissos da minha vida normal.

No final da corrida, Massa sofreu com a alta temperatura do motor da sua F10 e teve que diminuir o ritmo para poupar gasolina. Mesmo com os problemas, o brasileiro comemorou o resultado da corrida deste domingo.

Seria impossível ter um começo de temporada melhor do que a dobradinha que eu e Alonso no fizemos no Bahrein. Esperei meses por esta primeira corrida. Estava mais animado do que nervoso – afirmou Massa, que preferiu manter a cautela e levar o carro até o final da corrida.

[Fonte: globoesporte.globo.com] - Autor: Da Redação - Foto: Google

Domenicali quer crescer em cima de 1-2 do Bahrein

“Foi muito emocionante, mas preciso dizer que tivemos um inverno muito difícil”

Apesar do domínio da Ferrari no GP do Bahrein, Stefano Domenicali afirmou que não pode dar uma nota dez ao time por sua atuação na etapa de abertura da temporada 2010.

De acordo com o chefe da escuderia de Maranello, apesar de não ter ficado claro nas câmeras de televisão, o F10 apresentou alguns problemas que precisam ser resolvidos antes da próxima corrida, o GP da Austrália, no dia 28.

Se não nos classificarmos com um bom resultado quando conquistarmos uma dobradinha, então não sei o que fazer. Mas, considerando alguns problemas que tivemos de resolver, posso dizer que nossa nota foi oito, analisou.

Acabamos de fazer uma checagem de todos os problemas que enfrentamos nos três dias que tivemos no Bahrein. Claro que o resultado, no fim, foi muito bom, excelente. Foi uma conquista maravilhosa, mas temos uma lista de problemas alta para resolver antes de Melbourne.

Por fim, Domenicali disse que o resultado foi, na verdade, um grande alívio: Foi muito emocionante, mas preciso dizer que tivemos um inverno muito difícil, e não podemos esquecer do ano passado. Este foi um início diferente, e a partir dele, podemos fazer coisas realmente boas, encerrou.

[Fonte: tazio.uol.com.br] - Autor: Da Redação  - Foto: Google

Ferrari utilizará combustível feito de palha de cereal

Diante da proibição do reabastecimento na F-1, o consumo de combustível se torna fator predominante para uma equipe se tornar vencedora. Por isso a Ferrari, junto com a Shell, fornecedora oficial de gasolina para a escuderia, utilizarão um novo composto neste ano.

De acordo com a empresa, a partir desta temporada a equipe italiana utilizará um carburante especial de segunda geração derivado de etanol, que provém da celulose.

A característica principal deste combustível é que ele pretende oferecer o máximo de rendimento aos monopostos do time de Maranello com uma emissão de CO2 menor que a praticada pela gasolina convencional. De acordo com a Shell, este combustível emite 90% menos de gases do que os utilizados atualmente.

A origem deste combustível é a palha de cereal não comestível. Ele é fabricado após um complexo processo de conversão de uma planta de Ottawa, no Canadá, que faz com que o componente se transformem etanol proveniente da celulose que se utiliza nos novos F10.

Shell e Ferrari trabalham nesta nova gasolina desde a metade do último ano e agora parecem ter atingido o resultado desejado: um combustível altamente eficiente, pouco poluente e que se adéqua ao regulamento da FIA.

[Fonte: tazio.uol.com.br] - Autor: Da Redação  - Foto: Google
Categorias:Uncategorized Tags:, , , , , ,

Alonso: ‘Objetivo é vencer o campeonato’

Piloto espanhol destaca trabalho durante o ano todo

Faltando pouquíssimo tempo para o início da temporada da Fórmula 1, os pilotos estão cautelosos. Fernando Alonso, da Ferrari, segue a tendência, não faz previsões e aponta as mesmas favoritas de sempre.

Não estamos comparando muito os tempos do inverno ou fazendo previsões para esta primeira corrida, estamos concentrados no nosso programa. Tentando ser o melhor possível nessa primeira corrida. Acho que quatro equipes – Red Bull, Mercedes, McLaren e Ferrari -, qualquer uma delas pode ser a favorita nessa corrida e na primeira parte do campeonato. E equipes como Sauber e Force India terão boas corridas também – disse Alonso.

Mesmo assim, Alonso tem o forte desejo de ser campeão.

Vamos fazer o melhor, estamos preparados, mas queremos ser campeões do mundo em novembro, não em março. O objetivo é vencer o campeonato, não é fácil, e precisamos trabalhar muito por 10 meses – continuou.

Alonso veio da Renault para uma equipe com uma mentalidade diferente. Para ele, tem sido fácil a adaptação.

Acho que sempre que muda de equipe, é preciso um tempo para se adaptar às pessoas e à nova filosofia de trabalho. Tem sido um ótimo momento, estou muito confortável com a equipe desde o início até agora, vamos para a primeira corrida bem preparados e prontos para lugar. Acho que estou pronto para ganhar, sempre que chega a primeira corrida, eu meu preparo o inverno inteiro para esse momento – concluiu.

[Fonte: lancenet.com.br] - Autor: LancePress - Foto: Google