Arquivo

Posts Tagged ‘Peter Sauber’

Pas de sponsor pour Sauber

Sauber débute la saison, ce week-end, à Bahreïn, sans sponsor d’envergure.

La livrée de la C29 restera en grande partie vierge, pour la première course de la saison, à Bahreïn. “Après le retrait de BMW et la reprise de l’équipe, le temps est passé trop vite pour nous pour trouver un partenaire ou un sponsor principal“, a déclaré Peter Sauber. “Nous avons seulement eu la confirmation de l’inscription d’équipe me 13 décembre. Mais la saison 2010 est déjà payée. Nous risquons juste d’être restreints dans le développement.”

Sauber a également déclaré pilotes Pedro de la Rosa et Kamui Kobayashi n’apportent pas de budget. “Aucun des deux n’a apporté de l’argent. Je les ai engagés seulement pour leur vitesse.”

Mais Sauber espère tout de même tirer parti de la nationalité des deux pilotes : “Les marchés espagnol et japonais sont lucratifs même s’ils ont été secoués par la crise financière mondiale“.

[Source: ESPNF1] - Photo: Google

Que seja bom enquanto durar

Graham Hill, inglês, foi campeão mundial de Fórmula 1 com 18 temporadas entre 1958 e 1975 – Na foto pilotando um  Lotus-Cosworth, Jarama, 1968.

Que seja bom enquanto durar

Não podíamos deixar de registrar a matéria de Flávio Gomes em sua coluna no ESPN Brasil sobre a Fórmula 1. Nós também pensamos assim, mas fazemos das deles, as nossas palavras.

Ok, admito. Sou um nostálgico incorrigível e, por isso, talvez nunca tenha estado tão animado para uma temporada da F-1 quanto neste ano. Afinal, os tubarões das montadoras se foram, boa parte deles, ao menos, e em seu lugar apareceu um punhado de times novos que a gente pode chamar de independentes.

Do final de 2008 para cá, Honda, Toyota, BMW e Renault (esta, parcialmente) picaram a mula. Do falar grosso na briga com a FIA, ameaçando-a até com a criação de um campeonato alternativo, aos sussurros envergonhados da deserção, passou-se pouco mais de um ano. Sobraram, na real, Ferrari e Mercedes. Menos mal que são marcas que têm vasta história nas competições. Não usam a F-1 apenas para vender carros. Têm a competição em seu DNA.

OK, admito. Sou um ingênuo incorrigível.

Mas o fato é que nunca se viu uma troca de guarda tão radical na principal categoria do automobilismo mundial, e essa volta no tempo dá sinais de ser promissora. É só dar uma olhada em quem está chegando: a Sauber “pura” de novo, com as quatro décadas de experiência de Peter Sauber; a inglesa Manor (travestida de Virgin), que escreveu sua trajetória nas categorias menores; a USF1, colocando os EUA no mapa-múndi das pistas não-ovais; a Campos, de um ex-piloto medíocre, mas batalhador; e a Lotus, que se não é aquela, pelo menos nome tem.

[Fonte: espnbrasil.terra.com.br] - Autor: Flávio Gomes - Foto: Google

Gutiérrez participará do programa de jovens pilotos da BMW

Esteban Gutiérrez será o mais novo integrante da BMW Sauber na temporada 2010 da F-1. O mexicano irá participar do programa de desenvolvimento de jovens pilotos da escuderia suíça.

O jovem irá participa de alguns GPs com a escuderia suíça, observando o trabalho nos boxes, acompanhando a comunicação via rádio e participando das reuniões do time.

Para Peter Sauber, o acordo com o jovem é uma especie de patrocínio. Hoje em dia, você só pode dar aos jovens uma ajuda limitada na busca por um espaço na F-1. Com poucos testes, é importante para as equipes que tenham seus titulares nessas sessões, disse o chefe da escuderia.

No entanto, o mundo da F-1 é tão complexo que você pode aprender bastante apenas observando e ouvindo o que está acontecendo. Essa é a oportunidade que estamos dando a Esteban Gutiérrez. E vamos também ajudá-lo a adaptar-se na F1 fisicamente“, acrescentou.

No ano passado, o mexicano pilotou um carro de F-1, em Jerez de la Frontera. O teste foi dado pela BMW, pois o piloto havia conquistado o título da F-BMW Europeia em 2008.

Eu me senti muito confortável no teste de jovens pilotos em Jerez, em dezembro. Aproveitei cada segundo, mas também vi que ainda tenho muito a aprender antes que de estar preparado para ser um bom piloto de F-1. Experiência ao volante, é claro, a coisa mais importante, mas eu não tenho ilusões, declarou.

[Fonte: amigosdavelocidade.uol.com.br] - Autor: Da Redação - Foto: Google

De la Rosa pode deixar a presidência da GPDA

Pedro de La Rosa na apresentação do Sauber C29 em Valência – 31Jan2010

Com a vaga de piloto titular na equipe Sauber, Pedro de la Rosa pode diminuir sua participação na GPDA (Associação dos Pilotos de GPs). O espanhol assumiu o cargo quando era piloto de testes da McLaren em 2008.

De la Rosa reconhece que talvez não possa ter tempo suficiente para exercer o cargo. Eu ainda não sei. Não tomei uma decisão. Precisamos conversar entre os membros da GPDA, disse.

Obviamente, para mim, será muito mais difícil manter a presidência, porque eu não vou poder me dedicar tempo suficiente, então isso é algo que eu preciso conversar com os diretores e membros, acrescentou.

Minha opinião é que precisamos de alguém mais dedicado do que um piloto de corrida. Quando eu era um piloto de teste era fácil, agora é muito mais complicado, por isso vou falar com eles primeiro, encerrou.

[Fonte: amigosdavelocidade.uol.com.br]

“Me sinto novamente como um piloto”, diz De la Rosa

Pedro de La Rosa na apresentação do Sauber C29 em Valência – 31Jan2010

Após sete anos sem competir como piloto titular na F-1, Pedro de la Rosa afirmou que já estava sentindo falta de disputar corridas.

Finalmente, me sinto novamente como um piloto. Eu realmente sentia falta de competição, já que estava fora das pistas. Ao mesmo tempo, eu aprendi muito tecnicamente e com relação aos sistemas, e agora quero trazer este conhecimento para a equipe, disse o espanhol.

De la Rosa, que será companheiro de time do japonês Kamui Kobayashi participou de 71 provas, com um segundo lugar como seu melhor resultado.

[Fonte: amigosdavelocidade.uol.com.br]

Sauber diz que time possui recursos para 2010

La Rosa, Sauber e Kobayashi na apresentação do carro Sauber C29 - 31Jan2010

Dirigente garante que falta de patrocínios não será problema para temporada

Peter Sauber, dono da equipe que leva seu sobrenome e que apresentou seu monoposto neste domingo, afirmou que o time suíço certamente não terá problemas orçamentários nesta temporada, mesmo não tendo patrocinadores estampados no carro.

O time reduziu o quadro de funcionários de 400 para 260 no último ano, após adquirir o espólio da BMW, e revelou recentemente que o chassi do C29 foi construído com 40% do valor utilizado pela BMW em 2009.

Espero que vejamos mais patrocinadores. Tenho certeza de que conseguiremos mais quando começarmos a correr, ou talvez quando começar a temporada europeia, disse Sauber.

Não tivemos muito tempo para procurar patrocinadores. Começamos a fazer isso perto do Natal. É um momento muito difícil para conseguir patrocínio, especialmente grandes.

Apesar de admitir as dificuldades, Sauber enfatizou que para este ano a equipe possui dinheiro em caixa suficiente para se manter.

Esta temporada está segura, mas é claro que precisamos procurar patrocinadores, não apenas para 2010, mas especialmente para 2011 e os outros anos.

[Fonte: tazio.uol.com.br]