Arquivo

Posts Tagged ‘Melbourne’

Massa: “Problema nos motores não é sério”

Piloto da Ferrari explica o que houve no Bahrein e diz o que muda na Austrália

Apesar de ter conquistado a segunda colocação no GP do Bahrein, etapa que abriu a temporada 2010 da F-1, o piloto Felipe Massa sofreu com problemas no motor de sua F10, o que o obrigou a poupar combustível nas voltas finais.

Nesta quinta-feira, em Melbourne, onde os pilotos se preparam para o GP da Austrália, o brasileiro explicou o que houve no motor e disse que o problema ainda não foi totalmente resolvido, mas não chega a incomodar por ora.

Realmente eu tive um problema durante a corrida inteira. A temperatura no meu carro estava muito alta e isso fez com que desde o começo eu usasse uma carburação que precisava de muito mais gasolina, porque isso fazia a temperatura baixar. Era certeza que eu ia tirar o pé nas últimas 25 voltas. A hora de tirar o pé foi depois da primeira parada, senão eu não iria chegar ao final da corrida, explicou.

Problema de consumo a gente não tem. Melhoramos muito do ano passado para esse ano, completou Massa, dizendo que não procedem as informações da imprensa italiana de que a Ferrari já trabalharia uma versão “B” da F10. É lógico que tivemos um problema. Não foi uma quebra. A gente tem oito motores para usar o campeonato inteiro. Isso quer dizer treinos de sexta e sábado. Aqui, vamos usar o mesmo motor, então isso não é um problema sério e realmente acho que fizemos bem trocar o motor no Bahrein.

Massa comentou o desempenho dos carros da Ferrari no Bahrein e disse que com certeza o resultado foi melhor do que o esperado. Entretanto, ele reconheceu que a Red Bull estava mais forte na disputa.

Não fomos os mais rápidos na classificação. Se o [Sebastian] Vettel não tivesse um problema, ele venceria, com certeza, porque o ritmo dele era muito bom. Esse é mais um motivo que temos para trabalhar e ter o melhor carro dentro da pista. Na primeira corrida acho que a Red Bull esteve melhor. A cada corrida tem equipe que traz uma peça nova no carro, muda o jeito de usar pneus, etc., mas acho que a gente tirou mais do que podíamos na corrida.

Sobre Michael Schumacher, seu amigo e que neste ano retornou à F-1 após três anos aposentado, Massa diz que ainda é um pouco cedo para dizer se ele tem ou não a mesma capacidade de antes e que não se pode dizer que ele foi superado por Nico Rosberg logo de cara.

Foi a primeira corrida do ano, em uma pista onde ninguém andou na pré-temporada. O Rosberg é um excelente piloto, pode ser mais rápido que o Michael ou que qualquer um. É muito difícil um piloto como ele perder o talento, mas ele ficou três anos fora. As coisas podem melhorar durante as corridas.

[Fonte: tazio.uol.com.br] - Autor: Da Redação  - Foto: Google
Anúncios

Kristensen será o comissário da FIA em Melbourne

Dinamarquês ocupa posto que foi do tetracampeão Prost no GP do Bahrein

Depois de Alain Prost no Bahrein, a FIA convocou outro piloto para exercer a função de comissário no GP da Austrália, segunda etapa do Mundial de F-1, marcada para este domingo.

A entidade anunciou que o dinamarquês Tom Kristensen, octacampeão das 24 Horas de Le Mans, será o consultor do grupo de comissários da corrida em Melbourne.

Kristensen correu de DTM até o ano passado, e, em 2010, se concentrará em algumas etapas da Le Mans Series, além da tradicional prova de 24 horas sempre competindo pela montadora alemã Audi.

De acordo com a imprensa especializada, os próximos nomes que estão na lista de espera são Damon Hill, Nigel Mansell, Emerson Fittipaldi, Johnny Herbert e Alexander Wurz.

[Fonte: tazio.uol.com.br] - Autor: Da Redação  - Foto: Google

Sauber deve copiar inovação da McLaren no C29

Sistema de entrada de ar ativado pelos pilotos agradou equipes rivais

De acordo com rumores no pitlane de Melbourne nesta quarta-feira, a Sauber deve copiar o sistema de refrigeração criado pela McLaren e apresentado nos testes pré-temporada.

A inovação é uma pequena entrada de ar na parte frontal do cockpit, que se abre por meio de uma manivela pressionada pelos pilotos com o joelho esquerdo.

Quando os pilotos liberam a entrada, o ar passa por dentro do carro e tira a eficiência da pressão aerodinâmica, gerando mais velocidade em linha reta.

No entanto, não se sabe se o time suíço utilizará a cópia neste fim de semana. “Me pergunte na sexta”, afirmou o diretor técnico da equipe, Willy Rampf.

[Fonte: tazio.uol.com.br] - Autor: Da Redação  - Foto: Google

Líder da Ferrari acalma os ânimos e pede humildade

Luca di Montezemolo diz que escuderia italiana ainda tem muito que melhorar

Luca di Montezemolo já está em Melbourne, para acompanhar os preparativos para o GP da Austrália, que acontece neste final de semana. Mais que isso, o presidente da Ferrari tem o objetivo de acalmar os ânimos e colocar os pés de todos no chão.

Apesar da dobradinha no pódio conquistada por sua dupla de pilotos, Felipe Massa e Fernando Alonso, vencedor da corrida no Bahrein, o dirigente diz que o time de Maranello ainda tem muito que melhorar para se garantir no topo.

Devemos ter muita humildade nesta corrida. Sabemos que ainda temos muito a fazer e ainda há muita coisa a ser melhorada, como performance e reabilitação, disse Montezemolo ao site oficial da Ferrari.

É importante nos mantermos com os pés no chão. Em Melbourne será fundamental fazer um ótimo tempo no treino classificatório porque, como é comum em circuitos de rua, largar na frente pode determinar o resultado final.

Apesar do resultado positivo no Bahrein, a Ferrari sofreu com problemas nos motores de seus dois carros. Por isso, os mesmos tiveram de ser trocados antes da corrida, por conta de superaquecimento. No momento, esta é a questão que exige maior dedicação de engenheiros e mecânicos.

[Fonte: tazio.uol.com.br] - Autor: Da Redação  - Foto: Google

Antes do GP da Austrália, Jenson Button experimenta um carro da V8 Supercars

Inglês participa de ação com Jamie Whincup, campeão da categoria local

Jenson Button experimentou um Holden Commodore da V8 Supercars, espécie de Stock Car australiana, nesta terça-feira no circuito de Albert Park, em Melbourne. O inglês participou de uma ação promocional de um patrocinador da McLaren junto com Jamie Whincup, atual campeão da categoria, que também deu uma volta em um modelo de 2008 da equipe inglesa com pneus sulcados, mesmo carro com o qual Lewis Hamilton ganhou o título no GP do Brasil, em Interlagos.

Jamie Whincup e Jenson Button conversam antes de andar com os carros no circuito de Albert Park
O inglês, atual campeão da F-1, elogiou o carro da Supercars, mas Whincup, de 27 anos, ficou extasiado. Ele não parou de repetir a palavra inacreditável após sua volta no Albert Park. Segundo ele, pilotar um carro da principal categoria do automobilismo era um de seus três sonhos. Agora só falta pilotar um avião de guerra e viajar ao espaço.

Foi inacreditável. Realmente não consigo explicar. O carro faz tudo certo. A pressão na minha cabeça era inacreditável. Não posso chegar sequer perto desta força com meu carro na aceleração e na frenagem. Nunca senti isto antes. Tenho muito respeito por esses caras. Completar uma corrida no ritmo deles é inacreditável – diz Whincup.

[Fonte: globoesporte.globo.com] - Autor: Da Redação - Foto: Google

“Prefiro fazer as coisas com calma”, afirma Petrov

Russo espera não cometer mais erros e fala sobre o apoio dos fãs de seu país

Vitaly Petrov, da Renault, mostrou-se confiante para sua segunda corrida na F-1, o GP da Austrália, que será realizado no próximo fim de semana, em Melbourne.

O primeiro piloto russo da história da categoria disse que precisa ter calma para não cometer mais erros e ter uma boa atuação em Albert Park.

Prefiro fazer tudo com calma. Tenho muito tempo pela frente e, apesar de a F-1 ser mais difícil do que qualquer outra categoria, você tem que fazer o melhor trabalho possível no carro. Me sinto muito melhor depois de ter feito minha primeira largada, ganhar algumas posições na primeira volta e lutar com os carros ao meu redor.

Meu objetivo, agora, é chegar o mais perto possível do top 10, sem cometer nenhum erro, prosseguiu.

Petrov falou também a respeito do apoio dos fãs da Rússia, que pela primeira vez têm a oportunidade de ver um piloto local na maior categoria do automobilismo mundial.

Até agora, o apoio da Rússia tem sido fantástico. F-1 ainda é algo novo para o meu país, então as pessoas estão aprendendo sobre isso o tempo todo e descobrindo os diferentes aspectos deste esporte.

Houve muita emoção e mensagens de apoio, por isso tenho que dizer um muito obrigado a todos os fãs por lá. Quando eu entro no carro, no entanto, estou focado no gtrabalho. É um grande impulso ter o apoio do meu povo, mas não sinto pressão extra sobre os meus ombros, completou.

[Fonte: tazio.uol.com.br] - Autor: Da Redação  - Foto: Google

Kubica crê que Renault será melhor em Melbourne

Polonês afirma que time ainda precisa melhorar, mas aposta em bom resultado

Após estrear pela Renault, no GP do Bahrein, Robert Kubica tirou as primeiras impressões da competitividade do R30 em comparação às demais equipes do grid.

Realista, o polonês admite que ainda é preciso melhorar em várias áreas, mas crê que a pista de Melbourne, na Austrália, será mais favorável aos carros franceses do que foi a pista de Sakhir, que abriu o Mundial de 2010.

Tivemos um inverno muito intenso, trabalhando duro para entender e melhorar o carro. Por isso, foi bom finalmente poder comparar onde estamos, disse. Preciso de mais algumas corridas para realmente avaliar a situação, mas estou muito otimista.

O fim de semana no Bahrein, basicamente, confirmou a sensação que tive em Valência, no primeiro teste, em termos de onde o carro é forte e de onde ainda podemos melhorar.

No geral, antes do início da temporada, tinha a sensação de que Melbourne seria um circuito melhor para nós do que o Bahrein. Agora que vimos os outros carros correndo e recolhemos mais informações sobre onde estamos, acho ainda mais que será um circuito bom para nós.

A pista tem baixa aderência no início do fim de semana e você precisa de muita aderência mecânica, estabilidade e frenagem, por isso espero que possamos ter um forte desempenho e que possamos tirar o máximo de potencial do carro, completou.

[Fonte: tazio.uol.com.br] - Autor: Da Redação  - Foto: Google