Arquivo

Posts Tagged ‘Schumi’

Mercedes aposta em bom retrospecto na Austrália

Rosberg conquistou seu 1º pódio em Melbourne; Schumi destaca simpatia local

Nico Rosberg e Michael Schumacher, atual dupla de pilotos da equipe Mercedes, aposta no bom retrospecto que têm no circuito de Melboune, onde acontece o GP da Austrália, para conquistarem uma boa colocação na próxima corrida.

Para o ex-piloto da Williams, o local marca a conquista de seu primeiro pódio, o que tem um significado especial em sua carreira.

O GP da Austrália é sempre muito satisfatório para mim. Fiquei na zona de pontuação nas minhas três últimas corridas e consegui meu primeiro pódio lá em 2008, quando terminei em terceiro.

Melbourne é uma ótima cidade e realmente gosto de visitar o circuito de rua de Albert Park. É um traçado muito desafiador, já que as ruas estão sujas para começar e há muito “bump” no asfalto, completou.

Já Schumacher diz que sua simpatia pelo local vem de longa data e que procurou desta vez chegar com bastante antecedência para estar em grande forma para a corrida.

A Austrália sempre foi um dos pontos altos no calendário da F-1 e isso nunca mudou para mim durante todos os anos em que competi.

Como anteriormente, cheguei bem antes e passei alguns dias treinando, me adaptando e relaxando para estar em forma e descansado para o final de semana. Tenho ótimas memórias de Melbourne e, na maior parte das vezes, vemos corridas interessantes lá, completou.

[Fonte: tazio.uol.com.br] - Autor: Da Redação  - Foto: Google

Com retorno discreto em sexto lugar, Schumacher sai satisfeito: ‘Foi divertido’

Heptacampeão volta à Fórmula 1 após três anos de aposentadoria

Após três anos de aposentadoria, Michael Schumacher está oficialmente de volta à Fórmula 1. Mas ainda sem brilhar como nos bons tempos. Aos 41 anos, o alemão da Mercedes terminou o GP do Bahrein em sexto lugar neste domingo, ganhando apenas uma posição em relação à largada. Apesar da atuação discreta, o heptacampeão mundial afirmou que se divertiu durante a prova.

De todo modo, foi divertido, especialmente no início. Depois do começo da corrida, é preciso ter sorte de ir no ritmo e não errar. Agora nós estamos trabalhando para melhorar – afirmou Schumi à rede de TV “BBC”.

Com experiência de sobra, o alemão lembrou que até os erros mais discretos podem mudar os rumos da corrida.

Ultrapassar é basicamente impossível, exceto quando alguém comete um erro. Lewis Hamilton teve um pequeno erro, e Nico Rosberg o passou, mas depois ele recuperou a posição em uma parada. É assim que funciona – afirmou Schumi.

[Fonte: globoesporte.globo.com] - Autor: GloboEsporte - Foto: Google

Sétimo lugar no Bahrein leva Schumacher de volta à sua estreia na F-1, há 19 anos

Heptacampeão da Mercedes largou em sua primeira corrida na mesma posição em que faz seu retorno à categoria após três anos aposentado

Após três anos aposentado, Michael Schumacher vai começar a corrida que marca seu retorno à Fórmula 1, o GP do Bahrein, em uma posição a que pouco está habituado em seu currículo. O sétimo lugar no grid deste domingo levou o heptacampeão em uma viagem de 19 anos ao passado. Em 1991, ano de sua estréia na categoria, o alemão começou a primeira corrida, na Bélgica, em Spa-Francorchamps, na mesma sétima posição.

Estou satisfeito com o sétimo lugar após ficar longe da Fórmula 1 por tanto tempo. Por coincidência, é a mesma posição de largada que eu consegui na minha estreia, em Spa-1991. Foi divertido trabalhar com minha nova equipe e agradeço aos esforços para me ajudar. Os rapazes são realmente bons e sinto que já melhoramos no fim de semana. Estou otimista para a corrida e espero ainda mais – diz Schumacher, por meio de sua assessoria de imprensa.

Mas as coincidências não param por aí. Assim como em 2010, Schumacher também era apoiado pela Mercedes em sua estreia na Fórmula 1. O alemão era piloto da marca no Mundial de Protótipos e foi liberado para substituir o belga Bertrand Gachot na Jordan, preso em Londres após discutir com um taxista e jogar spray de pimenta nos olhos dele. A equipe fazia sua estreia na F-1 naquela temporada.

Schumi ganhou a oportunidade, mas a corrida não durou muito. O alemão fez uma boa largada, mas o carro não aguentou nem mesmo a primeira volta. Seu Jordan não aguentou a primeira subida da Eau Rouge, a segunda curva do circuito de Spa-Francorchamps.

Apesar do problema, o talento atraiu a atenção de Flavio Briatore, então chefe da Benetton, que o contratou como titular já na prova seguinte, o GP da Itália, no lugar do brasileiro Roberto Pupo Moreno. A partir daí, Schumacher teve o caminho aberto para construir a mais bem-sucedida – em se tratando de números – carreira da história da F1, com sete títulos mundiais.

[Fonte: globoesporte.globo.com] - Autor: GloboEsporte - Foto: Google

Schumacher ne dort pas à l’hôtel à Bahreïn

Alors que la plupart des pilotes de Formule 1 dorment à l’hôtel ce week-end, pour le Grand Prix de Bahreïn, ce n’est pas le cas de Michael Schumacher.

Après être arrivé mercredi soir, à bord d’un jet privé, en compagnie de sa femme Corinna, le septuple champion du monde a opté pour une villa privée, comprenant une plage privée, pour passer le week-end à Bahreïn.

Avec également un majordome personnel, le coût de son logement s’élève à 6.000 euros par nuit.

[Source: GP Update] - Photo: Google

“Estou um pouco ‘enferrujado'”, admite Schumacher

Alemão exalta bom desempenho da Mercedes na segunda sessão de treinos livres

Michael Schumacher, terceiro mais rápido do primeiro dia de treinos livres no Bahrein, comemorou a performance da Mercedes, mas admitiu: ainda está um pouco enferrujado.

Trabalhamos muito bem nesta tarde, depois de termos alguns problemas de acerto pela manhã“, disse.O carro estava muito melhor na segunda sessão, embora eu ainda esteja um pouco enferrujado e precise voltar para a rotina.

No stint longo, o carro estava bom. Uma vez que você entra no ritmo, tudo fica muito natural. Estou feliz com nosso trabalho hoje e me sinto preparado para o fim de semana, completou.

[Fonte: tazio.uol.com.br] - Autor: Da Redação - Foto: Google

[Audio] Ouça: Barrichello coloca Ferrari e Red Bull à frente

Brasileiro da Williams apoia entrada dos novos e não vê perigo para as disputas

O brasileiro Rubens Barrichello, de 37 anos, conversou com a imprensa nesta quinta-feira, no circuito do Bahrein, onde acontece a primeira corrida da temporada 2010 da F-1. Na ocasião, ele falou sobre a ida para a Williams, jovens pilotos, volta de Schumacher, entre outros assuntos.

Um dos mais veteranos e experientes pilotos no grid, ele garante que segue competindo porque ama, acima de tudo, conduzir um carro, e também porque ainda se sente competitivo.

O campeonato é sempre um novo desafio, com nova equipe, mas sempre com os pés no chão, trabalhando da melhor forma possível, afirma.

Apesar de ter participado dos testes em Valência, Jerez de la Frontera e Barcelona, ele diz que não pode determinar exatamente em que posição sua equipe está, mas apontou Red Bull e Ferrari como as mais fortes por ora.

Não tenho dúvida de que o carro da Red Bull foi extremamente rápido, então para a classificação a vejo avançada. Para corrida, a mais avançada parece ser a Ferrari. Vale a pena esperar, essa foi uma pré-temporada de coisas excelentes, de leituras que não dava para ter. As quatro primeiras provas dirão pra gente quem é quem nessa F-1.

Saída da Brawn e ida para a Williams:

Foi um aprendizado, está sendo um aprendizado. Cheguei aqui no Bahrein e tem gente que eu nem conhecia ainda, então fui atrás. Está sendo uma aventura nova, um prazer muito grande, porque a equipe trabalha muito decidida, tudo é muito falado aqui.

Foi super tranquilo o meu processo de mudança de equipe. No meu primeiro dia tomei um esporro porque cheguei atrasado, porque eles são obcecados pelo horário. Aqui não tem margem. Desde o primeiro dia foram me buscar e falaram que os mecânicos trabalharam a noite inteira, então você tem que mostrar respeito por eles’. Essa foi a única mudança drástica, disse.

Novas equipes:

Sobre as equipes novas, Barrichello disse que não vê o menor problema nem perigo em ver carros muitos segundos mais lentos que os monopostos mais velozes e que considera bastante positiva a entrada de novos times no grid.

Acima de tudo o que eu tenho a declarar é que eu não acho uma situação perigosa como estão dizendo. Se fosse a primeira vez que um piloto chegasse na F-1 sem nunca ter guiado um carro de corrida, até poderia ser, mas aqui todos não pilotos experientes.

O Bruno [Senna] não tem experiência na F-1, mas é um cara que se adaptou bem em tudo o que disputou. É um valor extra, uma coisa boa para a F-1 a gente ter mais carros. Deve existir o respeito entre os pilotos na pista e daí para frente a F-1 só tem a ganhar com os pilotos na pista.

Ouça a entrevista com Rubens Barrichello:

“Barrichello coloca Ferrari e Red Bull à frente”

[Fonte: tazio.uol.com.br] - Autor: Luis Fernando Ramos - Foto: Google

“Será mais difícil do que nunca”, afirma Rosberg

Alemão e parceiro de Schumi diz que finalmente pode competir com bom carro

O alemão Nico Rosberg, parceiro de Michael Schumacher na equipe Mercedes, disse que está bastante confiante de que conseguirá superar o heptacampeão, mas afirmou que tem consciência de que isso não será tarefa fácil.

Durante as preparações para o GP do Bahrein, nesta quinta-feira, Nico falou a respeito do retorno de Schumacher, de 42 anos, e disse que não pretende dar moleza ao alemão.

Inicio a temporada bastante otimista. Sinto-me muito, muito confortável no carro, bastante confiante. Entretanto, ao mesmo tempo eu sei que será mais difícil que nunca, porque tenho um companheiro de equipe muito forte. Então teremos que esperar e ver, disse.

Minha motivação é trabalhar com Michael e tentar ajudar a equipe a ter um carro forte, porque sem isso não conseguimos fazer nada. Penso que até agora estamos indo bem, mas precisamos continuar acelerando, completou.

O ex-piloto da Williams diz que, após os resultados satisfatórios que obteve em 2009, sua próxima meta é figurar entre os melhores do campeonato.

Tenho muito a conquistar neste ano, porque é a primeira vez que tenho um carro muito competitivo, eu espero. Ainda não temos certeza, mas espero que tenhamos um carro muito competitivo.

[Fonte: tazio.uol.com.br] - Autor: Da Redação - Foto: Google