Arquivo

Posts Tagged ‘Sebastian Vettel’

Massa discorda de Hamilton sobre desempenho da RBR

Felipe Massa (Ferrari) não concorda com Lewis Hamilton (McLaren) de que o carro da Red Bull, é “absurdamente mais rápido” do que os rivais.

Para o brasileiro, a dupla da Red Bull, Sebastian Vettel e Mark Webber já haviam mostrado nos testes de pré-temporada o forte desempenho do RB6.

Nos testes, a Red Bull pode não ter sido o carro mais rápido em termos de tempo por volta, mas eu percebi que o seu ritmo deles nos long runs era muito forte, disse Massa.0

No geral, nós fomos semelhantes, o que reforça a necessidade de tentar melhorar o nosso carro em todas as corridas durante a temporada, encerrou.

[Fonte: amigosdavelocidade.uol.com.br] - Autor: Da Redação - Foto: Google
Anúncios

“Red Bull é ridiculamente mais rápida”, diz Hamilton

Inglês analisa hierarquia de forças e põe McLaren no mesmo nível da Mercedes

Lewis Hamilton, piloto da McLaren, analisou a hierarquia de forças do atual grid da F-1. Para o inglês, o G-4 da temporada de 2010 formado pelas quatro principais equipes, Red Bull, Ferrari, Mercedes e a própria McLaren tem um líder destacado: o time de Sebastian Vettel e Mark Webber.

O britânico foi contundente: A Red Bull tem um carro ridiculamente mais rápido do que qualquer outro, disse o campeão mundial de 2008. É insano. O downforce que eles tinham no ano passado foi, em alguns pontos, quase o dobro do que nós tivemos.

Mesmo no final do ano, eles tinham muito mais pressão aerodinâmica do que nós, apesar de já termos vencido algumas corridas. Vettel e Webber têm os carros mais rápidos já há muito tempo.

Acho também que Fernando Alonso foi muito rápido na corrida. A Ferrari está, obviamente, um pouco mais perto, mas ainda assim leva meio segundo para a Red Bull, prosseguiu. Já nós estamos no mesmo nível da Mercedes, eu diria.

No Bahrein, nós só fizemos um trabalho melhor, talvez, no fim de semana… Mas é uma batalha entre nós e a Mercedes para ver quem pode progredir e melhorar o mais rápido possível e fazer um trabalho melhor. A Red Bull pode ter o carro mais rápido, mas se nós pudermos superá-los na questão da confiabilidade… Encerrou.

[Fonte: tazio.uol.com.br] - Autor: Da Redação  - Foto: Google

[Vídeo] F1 2010 – Red Bull Racing – Digital Track Day

[Fonte: f1shortmessage] - Autor: Red BullVideo: Youtube

Vettel, piloto da F-1, tem medo de camundongo e queria ser Michael Jackson

Alemão de 22 anos revela em entrevista que Schumacher era seu ídolo na infância

Sebastian Vettel, piloto de Fórmula 1 da Red Bull, é apontado desde os treinos da categoria antes do GP do Bahrein como um dos candidatos ao título do Mundial. Com um carro bom e habilidade já comprovada com cinco vitórias na categoria, o competidor de 22 anos fez a pole position e liderou a maior parte da primeira corrida de 2010. Ele acabou em quarto, devido a um problema mecânico.

Em entrevista ao site oficial da F-1, Vettel contou um pouco sobre sua vida íntima, e revelou um fato curioso. Ele não tem problema em disputar corridas a mais de 300 km/h, mas admite que tem muito medo de roedores.

Camundongos me assustam. Não gosto deles. Não me pergunte porquê.

Questionado sobre como era a sua infância e o que os professores escreviam em seus relatórios, Vettel não escondeu seu passado brincalhão.

Eles escreviam provavelmente que eu não estava me comportando, que ficava brincando o tempo todo e bagunçando tudo. Acho que seria por aí…

[Fonte: esportes.r7.com] - Autor: Da Redação - Foto: Google

El Red Bull de Vettel se quedó sin gasolina

El coche del alemán sufrió problemas con una bujía, pero tuvo que ralentizar aún más la marcha en el circuito de Sakhir porque temían no llegar a la meta. Consumieron demasiado al comienzo de la carrera

En la Fórmula 1 hay un lema claro: nunca muestres tus carencias ni delates tus errores. Eso es lo que hizo el domingo Red Bull, que tapó un fallo estratégico con los problemas en una bujía. El motor bajó algo su rendimiento y sonaba a cascajo, pero no perdió tanto por ese motivo como lo que vimos en carrera. Sebastian Vettel tuvo que ralentizar su ritmo porque desde boxes vieron que no tenía gasolina suficiente para terminar la carrera. En el inicio del gran premio el alemán exprimió su motor con el mapeado de máximo rendimiento y esto disparó sus consumos.

Los Ferrari, sin embargo, fueron mucho más conservadores al comienzo de la carrera. Con los 160 kilos de peso de inicio, el gasto de los monoplazas se dispara y en la escudería italiana sí acertaron con sus cálculos. Esta temporada los pilotos tienen que ir con más precaución al principio para poder terminar un gran premio, la carga con la que salen a competir está medida al límite para ahorrar peso.

Fernando Alonso fue el que menos gastó, pero tuvo que levantar el pie en las últimas cinco vueltas. Y, en el caso de su compañero brasileño, fue antes. Además, a Felipe Massa se le soltó también una pieza del deflector de la parte delantera del monoplaza. Sebastian no pudo aguantar la acometida de Lewis Hamilton, pero sí mantuvo la posición frente a Nico Rosberg con tiempos regulares en 2:02. Y, nada más pasar la meta, el monoplaza se le paró. Señal inequívoca de que se había quedado sin combustible.

La otra duda del gran premio es saber si Alonso habría podido pasar a su rival alemán de no sufrir esos problemas. En la escudería italiana están convencidos de que sí. En su atacón de diez vueltas en la última parte del gran premio, el ovetense marcó la vuelta rápida en carrera, 1:58.287; la segunda, 1:58.879; la cuarta, 1:59.405; la quinta, 1:59.406; la sexta, 1:59.448; la octava, 1:59.528, y también la décima. Sencillamente, un ritmo demoledor. ¿De qué hubiera sido capaz Vettel? Antes de tener problemas era entre dos y tres décimas más lento con los neumáticos duros. Ésa es una incógnita que pronto podremos ver resuelta en Melbourne, dentro de dos semanas.

[Fonte: as.com] - Autor: Carlos Miguel - Foto: Google

Horner vê bom fim de semana para equipe, mas não para pilotos

O chefe da equipe Red Bull, Christian Horner, foi taxativo ao avaliar o desempenho da própria equipe na primeira prova do ano, o Grande Prêmio do Bahrein, ocorrido no último final de semana. Para ele, ao contrário da prova no geral, onde os pilotos foram bem, os seus comandados tiveram uma atuação decepcionante.

O vice-campeão da última temporada Sebastian Vettel liderou durante a maior parte da corrida, mas perdeu rendimento a partir da segunda metade da prova e perdeu quatro posições ao final do percurso. O companheiro de equipe, Mark Webber, teve uma corrida mediana e foi apenas o oitavo.

Até a volta 33, tudo estava sob controle até Sebastian ter uma grande perda de força. Os pneus tiveram um ótimo desempenho e nos ajudaram por um momento. Ele teve o desempenho limitado mas conseguiu se segurar por um tempo. É reconfortante ver que temos um ritmo, mas é frustrante saber que perdemos o que poderia ser uma vitória, avaliou Horner, que foi mais claro ainda ao falar do outro piloto.

Frustrante. Ele ficou preso em uma curva, perdeu uma posição, e em seguida, com o formato da corrida, não conseguia ultrapassar. Com o desgaste dos pneus teve que ir aos boxes, e aí esteve de volta para onde começou. Isso foi frustrante, comentou.

Analisando prova como um todo, no entanto, Horner não viu tantos problemas. Acho que podemos ver vários fatores positivos. Nós tivemos o carro mais rápido em todas as condições, no classificatório, com o pneu mole na primeira metade da prova e o pneu duro na segunda. Apesar disso, uma circunstância de azar nos custou a vitória. Mas o crescimento foi nítido, avaliou.

[Fonte: espnbrasil.terra.com.br] - Autor: Da Redação - Foto: Google

Red Bull pode ser o próximo ‘alvo’ da Petrobras

Oficialmente a Petrobras, maior estatal brasileira, deve anunciar seu acordo com a nova equipe Lotus de Fórmula 1 dentro de poucos dias. A empresa volta à categoria máxima investindo cerca de US$ 9 milhões (algo como R$ 15,9 milhões).

Além do desembolso de capital, a Petrobras poderá desenvolver a gasolina e o óleo lubrificante (motor e câmbio) da Lotus.

Esse combustível e lubrificante passará por uma fase experimental, em laboratório, e nos treinos livres antes de serem utilizados pela Lotus na sessão oficial de qualificação e nas provas. O acordo começa a valer em maio, no GP da Espanha.

Mas também existe a possibilidade da estatal, a partir de 2011, associar sua imagem à equipe Red Bull/Renault. Certamente uma das favoritas ao título 2010 e que conta com os pilotos Sebastian Vettel e Mark Webber.

O acordo com a Red Bull dependerá de vários fatores, como a definição do motor da equipe a partir do ano que vem.

[Fonte: amigosdavelocidade.uol.com.br] - Autor: Da Redação - Foto: Google