Início > Uncategorized > E agora?

E agora?

por Flavio Gomes, colunista do ESPN

A F-1 não passou pelo primeiro teste do novo regulamento. Sem reabastecimento e com pneus que resistem muito mais do que seria possível imaginar, o GP do Bahrein foi uma procissão com raríssimos momentos de emoção.

Até aí, tudo bem. Nos últimos anos, a categoria teve corridas igualmente chatas com reabastecimento, carros largando com pesos diferentes, pit stops mais numerosos. Não se deve atribuir a monotonia da prova de abertura do Mundial apenas à proibição de encher o tanque no meio da brincadeira. É preciso dar o devido crédito, também, à aborrecida pista barenita — mais um circuito à prova de erros, com suas monstruosas áreas de escape que tudo perdoam.

O problema talvez tenha sido, mesmo, a qualidade dos pneus. E como não é possível pedir à Bridgestone que faça pneus ruins, chegou-se a um impasse. Voltar o reabastecimento é algo fora de questão. Os carros foram concebidos para carregar mais gasolina, com tanques maiores, e rever todos os projetos é inviável economicamente.

As propostas que começam a surgir aqui e ali, como duas paradas obrigatórias e fim da bandeira azul, são pueris. A primeira é um artifício que não combina com a F-1. A segunda fere a segurança.

Talvez não haja motivo para alarme ainda, apesar das opiniões mais do que fundamentadas daqueles que estão na arena, os pilotos — Schumacher, Alonso e Webber estão entre os que acham que as ultrapassagens ficaram ainda mais difíceis. Há circuitos mais interessantes que o do Bahrein onde, com reabastecimento ou não, as provas podem ser melhores. A próxima, em Melbourne, é uma dessas, com características de pista de rua em vários trechos. E sempre pode chover, como aconteceu bastante no ano passado, o que anima qualquer corrida — a Indy que o diga.

É difícil sugerir algo já, depois de apenas um GP. Aliás, é difícil sugerir algo a qualquer tempo. As mudanças para 2010 foram estudadas e debatidas, e todo mundo achava que poderiam dar certo. Muita gente, por exemplo, queria o fim do reabastecimento. O público votou nisso no site da FIA, o grupo técnico da F-1 deu seu aval, e não foi difícil perceber que além de não resolver nada, é possível que tenha piorado as coisas. A tchurma da F-1 vai ter de quebrar a cabeça para encontrar soluções que possam ser aplicadas ainda em 2010.

Palpite? Vão esperar pelas próximas etapas para ver o que fazer. E o mais provável é que não façam nada. Mexer no regulamento com o campeonato já iniciado não é algo muito comum.

Senna, 50

Ayrton Senna faria 50 anos domingo. Que seja lembrado por aquilo que fazia melhor: pilotar carros de corrida. Todo o resto, seu endeusamento, sua transformação em mártir, em ídolo infalível, quase um santo que só não foi canonizado porque o papa ainda não sacou nada, não passa de babaquice.

[Fonte: espnbrasil.terra.com.br] - Autor: Flavio Gomes - Foto: Google
  1. Nenhum comentário ainda.
  1. No trackbacks yet.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: