Início > Uncategorized > Lições de Barcelona

Lições de Barcelona

Ico, repórter especial do Tazio conta suas impressões dos últimos testes

Os últimos quatro dias de testes da pré-temporada indicam que as equipes da F-1 chegam ao GP do Bahrein num equilíbrio nunca antes visto na categoria.

Apenas meio segundo separam o melhor tempo da semana, marcada por Lewis Hamilton no domingo, do 12° melhor tempo, o de Pedro de la Rosa feito na sexta-feira. Todos eles registrados com o carro leve, um sinal de como os treinos classificatórios devem ser emocionantes neste ano. Mas esse equilíbrio é real?

Rubens Barrichello ficou umas boas horas no domingo à noite, ainda no circuito de Barcelona, estudando as sequências de voltas dos adversários. E não foi o único a chegar à mesma conclusão.

Tem gente ainda guardando segredo. Algumas equipes foram muito bem em ritmo de corrida e acho que elas podem andar mais com pouca gasolina do que demonstraram. Temos um grupo muito equilibrado na frente, mas talvez a Ferrari e a Red Bull tenham algumas cartas na manga, – me disse o brasileiro. E talvez não sejam as únicas. A própria Mercedes, que mostrou uma boa evolução em Barcelona, pretende chegar com no Bahrein com um novo pacote aerodinâmico.

Depois de conversar com muita gente que esteve em Barcelona, deu para concluir que o quadro é seguinte: a Ferrari está um pouco à frente. Mas seguida de muito perto por um grupo grande, formado por Red Bull, McLaren, Mercedes, Force Índia, Williams e Sauber. Com tantas novidades e alguns segredos das equipes, porém, o circuito do Sakhir pode conhecer uma ordem completamente diferente.

Confira abaixo alguns detalhes do estágio em que cada equipe está:

McLaren (6.088 kms percorridos na pré-temporada) – A dupla de pilotos encontrou em Barcelona um bom acerto para deixar o carro equilibrado, o que se traduziu no melhor tempo da semana com Hamilton e num bom ritmo de corrida. A sensação é que o time vai brigar por pole positions, mas ainda precisa evoluir um pouquinho para acompanhar o ritmo de corrida de algumas das principais rivais.

Mercedes (6.322 kms percorridos na pré-temporada) – Depois de três semanas relativamente discretas, o time deixou uma boa impressão nos últimos testes. Ao contrário da McLaren, faltam alguns décimos de segundo para os ponteiros com o carro leve, mas o ritmo de corrida é bom. Um novo pacote aerodinâmico para o Bahrein, incluindo uma nova versão do difusor, pode ser a solução para isso.

Red Bull (4.945 kms percorridos na pré-temporada) – Em termos de performance, o carro da Red Bull é um dos mais fortes no grid. Mas os problemas de confiabilidade preocupam, principalmente um persistente vazamento de óleo do câmbio e falhas na bomba de combustível. Se resolver isso, é candidata ao título. Durante uma simulação de corrida na sexta-feira, nem Fernando Alonso com a Ferrari achou um meio de ultrapassar Sebastian Vettel.

Ferrari (7.353 kms percorridos na pré-temporada) – É apontada como a favorita para a vitória no Bahrein por muita gente. Os tempos das simulações de corrida mostram que o F10 é o melhor carro nas primeiras voltas com pneus novos. Depois o quadro geral se equilibra, mas no final da seqüência de voltas, com a borracha mais desgastada, os pilotos do time italiano voltam a ser os mais velozes. E há quem aponte que eles testaram com o tanque mais cheio que os adversários. Seria esta a carta na manga?

Williams (6.801 kms percorridos na pré-temporada) – Pela primeira vez a Williams pôde extrair o máximo do motor Cosworth e, junto com novidades no carro, isso bastou para que Rubens Barrichello e Nico Hülkenberg marcassem tempos competitivos. O time vai para o início da temporada como um sério candidato a surpreender. Ainda falta um caminho para os times da ponta, mas a experiência dos engenheiros e de Rubens Barrichello podem ajudá-los a subir rapidamente.

Renault (5.182 kms percorridos na pré-temporada) – O traçado de Barcelona mostrou que a distância entre-eixos mais curta do R30 só deve funcionar mesmos em circuitos muito travados. Além de andar claramente atrás do bolo dianteiro, o time ainda sofreu muito com problemas hidráulicos, prenúncio de uma temporada que se anuncia difícil para Robert Kubica e Vitaly Petrov.

Force India (4.097 kms percorridos na pré-temporada) – Se mantiver o ritmo apresentado em Barcelona, a equipe da Force Índia é candidata a pontuar com freqüência na temporada. O ritmo apresentado na simulação de corrida de Vitantonio Liuzzi foi muito bom; e a volta rápida de Adrian Sutil no domingo foi a quarta melhor da semana.

Toro Rosso (6.220 kms percorridos na pré-temporada) – O primeiro carro inteiramente construído em Faenza na era Toro Rosso encerra a pré-temporada com um bom potencial. Talvez ainda falte um segundo para as equipes da frente, mas o ritmo de corrida é forte e, com sorte e uma boa estratégia, dá para almejar alguns pontos nas primeiras provas.

Virgin (1.782 kms percorridos na pré-temporada) – O problema hidráulico que atrapalhou em Jerez voltou a assombrar em Barcelona, deixando o carro da equipe muito tempo na garagem. Mas o time encerrou o último dia de testes com a impressão de tê-lo solucionado. A busca por performance vai começar agora, com a introdução de um novo pacote aerodinâmico já no Bahrein, onde o objetivo vai ser chegar ao final da prova e acumular experiência.

Lotus (2.852 kms percorridos na pré-temporada) – Como a Virgin, a outra novata ainda está distante das equipes estabelecidas na F-1. Faltam cerca de 4 segundos para os primeiros e Mike Gascoyne prometeu diminuir isso para 3,5s no Bahrein. O T107 apresentou uma boa resistência e o time completou uma importante quilometragem em duas semanas de testes, mas vai ser um ano de duro aprendizado para a equipe.

Sauber (5.111 kms percorridos na pré-temporada) – Os testes de Barcelona mostraram que é uma das equipes do pelotão intermediário com chances de surpreender. O problema da Sauber no momento está na falta de performance quando o carro está mais leve. Em ritmo de corrida, o time suíço parece capaz de acompanhar a turma da frente.

[Fonte: tazio.uol.com.br] - Autor: Luis Fernando Ramos - De Viena - Foto: Google
  1. Nenhum comentário ainda.
  1. No trackbacks yet.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: